Sala Justiça

Deputado federal por Mato Grosso do Sul apresenta projeto para incluir jornalistas em grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19

Os jornalistas devem ser incluídos nos grupos prioritários na campanha de vacinação contra a Covid-19 em todo o país, a sugestão é o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT/MS) que apresentou proposta à Câmara Federal na semana passada.

De acordo com o parlamentar, os profissionais de comunicação estão atuando na linha de frente na pandemia e cumprem um papel fundamental de informação e combate as “Fake News”.

Entre as justificativas apresentadas por Dagoberto para embasar o projeto, o parlamentar cita dados que comprovam o alto nível de transmissão e de mortes por Covid entre os profissionais da imprensa. Um estudo realizado pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) classifica a classe jornalística entre as mais expostas à Covid-19, com chance de contágio de 52%.

Além disso, uma pesquisa divulgada pela Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) mostrou que em 2021, no primeiro trimestre, atingiu-se a marca de 28,6 mortes de profissionais da imprensa por Covid-19, praticamente uma por dia. Ao todo a pesquisa apontou a morte de 169 jornalistas desde o começo da pandemia.

Em vídeo divulgado nas redes sociais (veja abaixo), Dagoberto Nogueira, afirma que os jornalistas se expõem a doença para levar informações que auxiliam no combate à Covid-19.

“Estou propondo para que os jornalistas entrem na lista de prioridades para a vacinação. São eles que estão dentro dos hospitais, clínicas, quando tem manifestação com muita gente são eles que vão para poder mostrar os erros que as pessoas estão cometendo. Eles estão nas ruas e 53% dos jornalistas já pegaram coronavírus e muitos já morreram para poder nos dar informação”, disse o pedetista.

Em todo o país Estados e municípios também estudam a inclusão dos jornalistas na lista de prioridades para a vacinação. Em Teresina (PI) os profissionais já estão sendo imunizados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *