Sala Justiça

A pedido do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas deve receber novos leitos covid/SUS

Em ação movida pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul contra o Município de Três Lagoas e o Estado, devido à falta de leitos, foi definido um aumento no número de leitos covid/SUS que deverá entrar em vigor na próxima segunda-feira (5/4)

A audiência de conciliação foi realizada na quinta-feira (1º/4) e ficou acordado entre as partes que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local será 100% covid e, aos atuais 40 leitos, em cinco dias, serão acrescidos mais 20.

O Município e o Estado intensificarão a negociação com o Hospital Auxiliadora para aumento de mais 20 leitos covid, o qual deve dar a resposta nos próximos 30 dias.

Segundo o Promotor de Justiça Moisés Casarotto, a ampliação de leitos é fundamental em Três Lagoas para atender as pessoas que precisam de internação. Alertou, porém, que: “A situação ainda é muito grave, pela altíssima taxa de contaminação e mortos na cidade nas últimas semanas, por isso as medidas de prevenção ainda são essenciais”.

Ainda, a pedido do MPMS, ficou acordado que o Estado, em 15 dias, deverá apresentar informações sobre a continuidade nas obras do Hospital Regional.

Participaram da audiência a Juíza de Direito Aline Beatriz de Oliveira Lacerda; os Promotores de Justiça Moisés Casarotto e Eteocles Brito Mendonça Dias Junior representando o MPMS; os Procuradores do Estado Kaoye Oshiro, Luiz Henrique Lima Gusmão e Simone dos Santos Godinho Mello; Antônio Lastória, Assessor-Geral da Diretoria de Atenção à Saúde da SES; Elaine Furio, Secretária de Saúde do Município; Angelina Zuque, Presidente do Comitê da Saúde, e o Presidente da Câmara de Três Lagoas Cassiano Rojas Maia.

Waléria Leite – Jornalista/Assessora de Comunicação

Imagem ilustrativa internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *